sexta-feira, 29 de julho de 2016

Queixas do dia-a-dia. Parquímetros e parques pagos

Porque é que todos os sítios do distrito de Lisboa (vá, muitos) têm parques pagos ou parquímetro? Na praia, junto à estação de comboios, ao pé do parque infantil, nas zonas mais isoladas… Na rua onde vivo?!?!

Pagamos para circular. Também temos de pagar para parar de circular?

Deixem pelo menos as zonas das praias livres… Eu vou à praia no final do mês e tenho de pagar uma exorbitância só para apanhar sol e dar um mergulho? Ah e tal, assim conseguimos manter a zona com menos carros. Tretas. Quando está um bom dia de praia, até um Citroen Saxo sobe as duas. Até um Fiat Panda aguenta uma valeta.

Estas coisas deixam-me rabugenta.

Exageraram no ‘dia da asneira’? Eis o que devem comer

Vivemos ansiosos para que chegue o ‘dia da asneira’, dia em que, depois de 28739872 folhas de alface, 9182039 bolachas sem sabor e 8374873 sementes de qualquer coisa, comemos aquilo que nos apetece sem contar as calorias.

Problema: o ‘dia da asneira’ é, muitas vezes, um dia de exageros. Por isso, é preciso saber o que comer depois de tanto abuso. O site Prevention fez uma lista com os produtos que deve ingerir a seguir a um dia com 109283921830129830 calorias.

1 – Chia e linhaça (fontes de ácidos gordos ómega 3)

2 – Sumo de aloé vera (ajuda a limpar o organismo)

3 – Nozes (ajudam a controlar o apetite)

4 – Algas (têm muita vitamina B12 e ajudam a acelerar o metabolismo)

5 – Chá de dente-de-leão (Fonte de vitamina A, C e D, de zinco, magnésio, ferro e potássio)

6 – Probióticos (ajudam a fazer a digestão)

7 – Caldo de galinha com legumes (ajuda a saciar e dá energia)

8 – Salmão (rico em ácido docosa-hexaenoico, um ácido gordo que protege o cérebro de danos inflamatórios)

Parques de campismo portugueses entre os melhores do mundo

Esta notícia é escrita a pensar em quem gosta de acampar (é preciso ter espírito para a coisa…). Sabia que dois parques de campismo portugueses aparecem na lista dos melhores do mundo?


Como se pode ler num artigo do Jornal i, esta lista foi elaborada pelo conceituado jornal britânico Guardian, o que lhe concede bastante credibilidade.

Um deles é a Quinta de Odelouca, na bacia da ribeira e barragem de Odelouca. O jornal descreve-a como “um sítio para todos os que amam a tranquilidade e a natureza”.

O outro é a Lima Escape, no Gerês – este espaço permite optar entre o campismo mais tradicional ou o glamping (mistura dos termos ‘camping’ e ‘glamour’).

Se ainda não sabe o que fazer nas férias, que tal visitar estes espaços?

Um dia cheio de bronze

Bom bom é passar uma tarde na praia com uma ou mais amigas, só a apanhar sol, a mergulhar e a conversar.

Esta já tem uns aninhos, mas fez parte da minha adolescência – altura em que comecei a cimentar estas bons momentos. E quem não gosta dos Aerosmith? Mesmo quando tentam ter 20 anos, conseguem fazer coisas que ficam na cabeça.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Josefinas: uma loja onde podemos “sonhar acordados”


A marca portuguesa Josefinas abriu no passado dia 21 a sua primeira loja física. Nova Iorque foi o local escolhido.

A loja foi criada pelo arquiteto Christian Lahoude, que já trabalhou com marcas como Gucci, Tiffany & Co., Jimmy Choo e Alexander Wang.

“A loja reflete o universo feminino da marca, balançando-o com jovialidade e delicadeza. A heritage da marca e a sua paixão pelo savoire-faire é marcada pela presença de elementos de design únicos, criados à mão por artesãos portugueses”, explica o arquiteto.

“Entrar na loja da Josefinas é um passeio num jardim mágico, onde podemos sonhar acordados e entrar diretamente para um cenário real. Existem elementos de design cuja inspiração é a natureza, todos eles feitos à mão. O Christian apresentou-nos um dos nossos derradeiros sonhos: uma loja fantástica, com um jardim interior e exterior”, explica Filipa Júlio, fundadora da Josefinas.

Por isso já sabem: se por acaso estiverem em Nova Iorque (que sorte!!) passem pela rua 252 Elizabeth Street e comprem um par. Se continuam por cá, podem sempre dar uma espreitadela no site,

Nyx em Portugal. Que comece a corrida às melhores sombras e batons

A Nyx Professional Makeup inaugurou recentemente a sua primeira loja em Portugal. Quem quiser visitar o espaço desta marca norte-americana pode dirigir-se ao Almada Forum e deliciar-se com a quantidade de batons, gloss, sombras, etc, etc, etc.


A Nyx inspira-se em beauty bloguers e nas tendências que subitamente surge na Internet. Por isso, se costuma seguir alguém no Instagram que dá dicas de maquilhagem, o mais provável é que utilize produtos desta marca, que tanto aposta nos jovens e nos seus gostos.

O site da Vogue fez uma lista com alguns dos best-sellers da Nyx. Cliquem aqui para ver.

Pele a escamar? Estas são as dicas que devem seguir


Chegou o verão. E com ele o tempo quente, a praia, a piscina, os escaldões… E a pele a escamar.

Existem pequenas coisas que pode fazer para resolver este problema. Aqui ficam algumas dicas:

1 – Beber muita água. Estar hidratada ajuda a manter a pele saudável.

2 – Tomar um duche frio. A água quente remove os óleos naturais da pele.

3 – Evitar coçar a pele. Se a comichão for insuportável, passe um cubo de gelo na zona afetada.

4 – Usar cremes específicos para a regeneração da pele.

5 – Nunca arrancar a pele solta. Pode provocar infeções graves.

6 – Usar uma toalha ensopada em leite frio. Os produtos lácteos ajudam a hidratar a pele.

Um dia cheio de manchas azuis

Quando se está doente, tudo parece azul e cinzento. Nada brilha, nada tem muita cor, tudo parece uma sinfonia agridoce.

Os Verve acompanham-nos num dia cheio de torradas, chás e sopas.

Viver em 30 metros quadrados… Com uma gata

Vivo com o meu namorado numa casinha com 30 metros quadrados. Todos os dias surge um novo desafio – coisas básicas como onde arrumar a roupa, como esconder os produtos de limpeza ou arranjar um espaço para cortar legumes para a sopa são mais difíceis do que se possa imaginar…

Agora imaginem tudo isto… Com uma gata.

A Chamusca chegou cá a casa em dezembro do ano passado. Era uma bolinha de pelo que se escondia em todo o lado. Agora já está mais crescidinha e tem pelo para dar e vender.


São muitos os dramas com os quais nos deparamos. Primeiro: não poder ter janelas abertas. No inverno costumávamos fechar uma das (míni) divisões e abrir a janela para arejar. O problema surgiu no verão. Como é que se sobrevive neste calor nem abrir uma janela à noite?! Já arranjámos uma solução: colocar uma rede nas janelas. Problema: a nossa gata é uma autêntica aranha e adora trepar pela rede. Vamos ver quanto tempo dura…

Segundo: os pelos acumulados nos cantos da casa. Como é possível um animal perder tanto pelo?!?! Para ter sempre a casa impecável, tenho de varrer ou aspirar todos os cantos… Todos os dias… A toda a hora…

Terceiro: onde pôr a casa de banho dela? O sítio lógico era na nossa casa de banho. Problema: esta é uma divisão que precisa MESMO de ser arejada depois do banho, etc. Se a casa de banho dela estiver lá dentro, não posso fechar a porta e abrir a janela… Resultado: está num cantinho da casa, bem escondidinha. O que vale é que ela é muito asseada…

Com o passar do tempo, não duvido que apareçam mais dramas felinos por estes lados… Desde que não traga um amigo para casa, está tudo ok.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Bucket List: sítios que quero (e vou) visitar

Gosto muito de viajar. Mas gosto de o fazer com algum dinheiro na carteira e não a contar trocos do outro lado do mundo…

Tenho uma lista de vários sítios que quero (e vou) visitar. Aqui fica a minha Bucket List (se alguém quiser ajudar a torná-la real…)

- Itália (todas as cidades! Roma, Florença, Sicília, Sardenha, tudo!)

- Ilhas gregas

- Hvar (Croácia)

- Praia de Oludeniz (Turquia)

- Nova Iorque

- São Francisco

- Sidney

- Rio de Janeiro

- Havana

- Casablanca

- Saara

- São Tomé

- Phnom Penh (Cambodja)

- Goa (Índia)

Um dia cor de laranja (muito) forte

Com o calor que esteve nos últimos dias, só apetece ficar à sombra, só com os pés dentro de água, a ouvir isto.

Não conheço muita coisa do Kanye West, mas só o facto de incluir a grande Nina Simone no seu álbum vale 10 pontos.

PS: Não ligar aos sete minutos de pessoas nuas a ressonar.

30 euros na carteira: uma fortuna ou uma miséria?

Um estudo do Banco de Portugal divulgado esta segunda-feira revelou que os portugueses andam, em média, com 30 euros na carteira.

Eu ando sempre com menos. Para tentar não gastar e também porque sou uma despistada e a probabilidade de perder as notas é enorme.

Mas esta notícia revela, de uma forma muito subtil, os problemas que milhões de portugueses enfrentam – a maioria (e aqui me incluo) deve andar com esse dinheiro na carteira para tentar controlar o que gasta.

Trinta euros não é nada e, ao mesmo tempo, é muito.

Um aumento de trinta euros no ordenado já faz uma diferença enorme no pagamento de contas e nos planos do dia-a-dia. Valem ouro na minha carteira.

Ao mesmo tempo, o que são 30 euros? Como é possível vivermos de uma forma tão restrita, em que temos de fazer render aqueles seis contos ao longo de vários dias?

Assustadores estes tempos em que vivemos – uma altura em que somos obrigados a ser sovinas, a contar cêntimos e a gerir a nossa carteira com a maior minúcia.



PS: Com isto não quero dizer que sou a favor do desleixo e da irresponsabilidade financeira. Os baixos valores com que vivemos é que me assustam.

O que todos os casais felizes fazem

Li um artigo sobre este tema no site norte-americano Prevention e achei que alguns deles acertavam ‘na mouche’. É impossível ser totalmente feliz – ou vivemos resignados ou sempre à procura de mais.

Na busca dessa felicidade utópica, tem de haver esforço e dedicação – por isso, vale a pena investir numa relação que achamos que tem futuro. E todos os casais que vivem felizes seguem estes conselhos.

1 – Dar beijos longos. Um beijo de seis segundos por dia não faz mal a ninguém.

2 – Querer saber se aconteceu algo importante no dia do outro. É imprescindível mostrar interesse por aquilo que a outra pessoa faz ou pelos momentos mais importantes do seu dia. 


3 – Dar-lhe um abraço quando chega do trabalho. Sabe sempre bem ser recebido assim em casa.

4 – Recordem os momentos bons. É bom ir recuperando memórias e mostrar à outra pessoa que não se esquece das coisas boas que viveram.

5 – Muitos mimos. Sejam beijos, abraços, cócegas, festinhas… O que interessa é dar (e receber) mimos.

6 – Sejam criativos na vida sexual. Aproveitem todos os espaços da casa e explorem coisas novas.

7 – Queixem-se sem culpar o outro. Comece as frases de uma discussão com ‘eu’ e não ‘tu’.

8 – Riam-se juntos. Não há nada melhor do que aproveitar o bom humor e encarar os desafios da vida de mãos dadas… A rir.

9 – Fazer com que ele/a se sinta uma prioridade. O outro tem de estar sempre no topo da lista, tem de ser a nossa prioridade em tudo.

domingo, 24 de julho de 2016

O que deve fazer assim que fica noiva

Fiquei noiva há pouco tempo. Foi das alturas mais felizes da minha vida – tal como muitas meninas pirosas e vaidosas, sonho com o meu vestido de casamento desde os meus 5 anos.

Com base naquilo que estou a viver e nos conselhos que vou recebendo de todas as amigas e primas casadas, aqui ficam algumas das coisas que as ‘recém-noivas’ devem fazer assim que ele põe o anel no dedo.

1 – Ir à manicure. Não fiz isto e arrependi-me. A verdade é que todos querem ver o anel. Quando estendemos a mão, apercebemo-nos de que estamos com peles por todo o lado e com as unhas terríveis…

2 – Elaborar um orçamento. Muitos têm a sorte de ter a ajuda dos pais (como, felizmente, é o meu caso), mas alguns têm de arcar com todas as despesas. Se for esse o seu caso, elabore um orçamento realista e mantenha-se firme até ao grande dia. No final da cerimónia, vai querer imprimir a folha de Excel e agradecer-lhe por tudo.


3 – Escolher uma data. Andar para trás e para a frente no calendário só vai aumentar os níveis de ansiedade.

4 – Dedicar-se à dieta. Agora já tem um objetivo: ficar bem no vestido de noiva. Se tive possibilidade, marque uma consulta na nutricionista – esta irá ajudá-la a definir metas. Se não conseguir, corte nos alimentos que todos sabemos que fazem mal (hidratos de carbono à noite, fritos, etc) e faça algum exercício físico.

5 – Inscreva-se no Pinterest. Foi a minha salvação – não imagina a quantidade de ideias que surgem nesta rede social. Crie um grupo fechado e partilhe apenas com as pessoas mais próximas. Pode guardar imagens de vestidos, decoração exterior e interior, fatos, pratos, etc.

6 – Faça uma lista de tudo o que vai precisar. Comece a pensar na lista de convidados, na lista de quintas ou caterings, nas lojas de vestidos ou costureiras,… Quanto mais cedo começar a planear, mais tempo terá para tomar decisões e para não fazer tudo ‘em cima do joelho’.

Que comece uma das melhores alturas das nossas vidas :)

As crianças são umas bestas?

Conheci várias pessoas que foram vítimas de bullying na escola. Eram atormentadas pela forma como se vestiam, como falavam ou pura e simplesmente como eram e estavam. As vítimas eram crianças e os agressores também. Como lidar com este problema quando, supostamente, o agressor ainda está numa fase da vida em que não tem noção daquilo que faz e das repercussões das suas ações?

Pois bem, o que vou dizer pode chocar os mais sensíveis. Mas aqui vai: muitas (se não for mesmo a maioria das) crianças são umas bestas. São más, rancorosas, gozonas e insensíveis. Umas bestas, portanto.

Não quero com isto dizer que não gosto de crianças. Nada disso. Não caio é na lengalenga do ‘anjinho’ e do ‘menino que não sabe o que faz’. Eu própria gozei com quem não devia e fui gozada por coisas estúpidas e fúteis. Acho que todos sabemos do que falo. Todos passámos por um episódio semelhante.

Não sou mãe, mas tenho três irmãos mais novos e espero num futuro próximo trazer mais um pequerrucho para o clã. E dir-lhe-ei exatamente isso: tu e os que te rodeiam são umas bestas. Claro que não será esta a terminologia, incuti desde muito cedo os princípios básicos das teorias pedagógicas mais comuns. Mas dir-lhe-ei que todos os meninos e meninas têm momentos em que são maus.

Porquê? Não sei. No meu primeiro trabalho, cheguei a discutir com o meu chefe a essência do homem (éramos uma equipa com pouco tempo livre, mas muito para analisar). Eu dizia que o homem era intrinsecamente bom. Ele defendia a ideia oposta. Disse-me que, com o passar dos anos, iria dar-lhe razão. E dou mesmo. Infelizmente, dou mesmo.

E se o homem é mau, como pode uma criança não ter em si qualquer sinal de maldade?

Há exceções, claro. Nem todas as crianças maltratam os colegas. Mas acabemos de vez com a conversa da falta de noção. Se a criança não a tem, os pais que a incutam. Claro que vai continuar a fazer travessuras, a gozar com um colega ou outro e a meter-se em trabalhos, mas a desresponsabilização dos seus atos não ajuda a terminar com o bullying, um problema muitas vezes ignorado ou minimizado.

Roupa: regras que devemos seguir nas alturas de maior calor

Lá por estar um calor insuportável, não significa que possamos andar desmazeladas. Por outro lado, evitar o ar desmazelado não implica usar tecidos pesadíssimos ou peças que deviam estar guardadas no ‘armário de Inverno’.

A Harper’s Bazaar fez uma lista com algumas das regras que devemos seguir no pico do calor. Estas são as mais importantes:

1 – NUNCA, mas NUNCA levar calções muito curtos para o trabalho, tops cai-cai, vestidos transparentes… Guarde essas peças para o fim de semana, existem alternativas muito mais elegantes e igualmente frescas.

2 – Se pode levar calções para o local de emprego, opte por uns mais largos e com um corte mais formal (como os da imagem). Combine-os com uma camisa e umas sabrinas ou sandálias.

3 – Peças de ganga não ajudam nada a superar as horas de maior calor.

4 – Um vestido branco é essencial. Com umas sandálias (e não as belas das havaianas) pode perfeitamente levá-lo para o trabalho.

5 – Opte por peças mais largas, como as túnicas. A roupa mais apertada faz com que tenhamos ainda mais calor.

6 – Para uma saída ao final da tarde ou à noite, escolha um vestido não muito justo preto – tal como o branco, ajuda a realçar o bronze dos dias de praia. “Com um simples vestido preto, eu nunca me comprometo!”

sábado, 23 de julho de 2016

Um dia roxo, azul, verde...

... E com todas as cores que apeteça misturar.

É o dia em que estamos descontraídas, apenas com vontade de relaxar e fazer o que nos vem à cabeça no momento.

Vamos ao beachcam, vemos qual a praia que está com melhor aspeto, pegamos no carro. A única preocupação é se temos toalha de banho e protetor solar. E lá vamos nós para mais um dia com nada na cabeça.

As 1001 coisas que se podem fazer com enlatados

A roda pode ser excecional, o telemóvel uma maravilha e o smartphone o objeto mais surpreendente dos últimos tempos. Mas a melhor invenção de sempre é o enlatado.

Nada como chegar a casa, abrir o armário e ver várias latinhas reluzentes, a sorrirem para mim, a dizerem-me “vai buscar o abre-latas”…


Como é fácil prepara um almoço ou um jantar assim. Já viram a quantidade de receitas que dá para fazer só com enlatados (vá, com umas massas ou arroz também…)?!

1 – Esparguete com molho de tomate e cogumelos;

2 – Salada de massa com milho e cenouras bebés;

3 – Massa com atum;

4 – Hambúrgueres de atum;

5 – Salada de sardinha;

6 – Salada de feijão-frade;

7 – Salsichas com puré de grão;

8 – Pudim de atum e arroz;

9 – Gnocchi com cogumelos salteados;

10 – Folhados recheados com o que houver na dispensa.

O meu trabalho faz com que muitas vezes comece a preparar o jantar por volta das 23h30/00h00. São estas refeições (e muitas outras) que fazem com que não tenha de ficar em frente ao fogão horas e horas e comece a refeição às 02h00. Meus queridos enlatados, nunca me deixam ficar mal!

PS: pedimos desculpa aos que defendem a compra de apenas ingredientes frescos. A verdade é que também gostávamos de comprar apenas alimentos que durassem um ou dois dias, mas tendo em conta que só vamos ao supermercado duas vezes por mês...

PS1: se tiverem mais ideias de receitas com enlatados, deixem na caixa de mensagens abaixo :) 

A desculpa da falta de tempo


Falta-nos sempre tempo para fazer algo.

Ou para lavar a loiça, ou para engomar, ... Ou para escrever no blogue.

Não nos falta tempo nenhum... Temos até muito tempo para fazer tudo. O que nos falta é organização e a discernimento para saber o que é ou não uma prioridade.

Por isso, abaixo a desculpa da falta de tempo. Tentemos aprender a saber o que é realmente importante e o que nos preenche. E a conjugar a lavagem da loiça e a lentidão do computador do trabalho com a publicação de 'posts' no blogue e o envio de SMS às amigas.

Tudo se faz. Basta apenas um pouco de organização.